Leitura, arte e memória se unem no Projeto LeiturArte, do Instituto Cultural Brasil Itália Europa – ICBIE, que fica na Ribeira. Em comemoração ao aniversário de 466 anos de Salvador, o espaço abriu as portas nesta terça-feira (23) para uma série de visitas guiadas à Biblioteca Internacional Leonardo da Vinci, que fica na sede do Instituto. A atividade, que integra a programação do Festival da Cidade 2015, promovido pela prefeitura dom patrocínio do Shopping da Bahia, é aberta ao público e segue até sexta-feira (27) recebendo alunos, professores e moradores da Península de Itapagipe.

Na manhã desta terça-feira, uma turma de 30 alunos do Colégio da Polícia Militar João Florêncio - Unidade Ribeira participaram da primeira visita guiada ao acervo, que reúne 14 mil títulos de áreas como música, teatro, culinária, artes plásticas e filosofia. Guiados pelo diretor e curador do espaço, o italiano Pietro Gallina, os alunos do segundo ano do ensino médio passaram, primeiro, pela Expo em Movimento – Memórias da Península, uma exposição fotográfica que retrata da antiga Itapagipe, com fotos históricas de seus bairros, casarões e pessoas.

“Se não há memória, não há passado. Cada elemento desse espaço exalta o valor histórico, artístico e cultural da Península de Itapagipe. Registros de indústrias, galpões, do mar, dos estaleiros, pescadores. Toda essa valiosa memória desse lugar tão simbólico está aqui”, ressaltou Gallina.

As visitas guiadas representam a terceira etapa de atividades do Projeto LeiturArte, desenvolvido pelo Instituto e contemplado pelo edital Arte em Toda Parte – Ano II, da Fundação Gregório de Mattos. “O projeto objetiva incentivar a leitura e poder incluir essa atividade na programação do Festival da Cidade é fundamental porque isso traz mais pessoas à nossa Biblioteca ao mesmo tempo em que oferece à comunidade a alternativa de aproximação com a leitura”, explicou Marlene de Souza, vice-presidente do Instituto Brasil Itália.

Para a vice-diretora Clarisse Ribeiro, do Colégio da Polícia Militar - Ribeira, atividades que aproximem os alunos, e a comunidade como um todo, da leitura, são necessárias e importantes. “O contato físico com o livro tem se perdido e conhecer essa possibilidade de estudo, dentro da biblioteca, inserida na comunidade, é muito importante. A escola hoje em dia não se fecha, a tendência é que ela esteja em contato com a comunidade e que os alunos tenham contato com o mundo fora da escola. Os alunos são agentes multiplicadores da cultura e isso é passado adiante. Com isso, a região é valorizada”, pontou.

Além dos 14 mil títulos, o acervo conta também com uma vasta coleção de CDs, DVDs e livros de literatura brasileira, todos disponíveis tanto para empréstimo quanto para consulta. As visitas guiadas à Biblioteca Internacional Leonardo da Vinci estão no Festival da Cidade até a sexta-feira (27), sempre com turmas programadas. O ICBIE fica na Ribeira, Rua Porto dos Tainheiros, 36. Para mais informações, (71) 3207-7717.