A Casa Vai à Escola, projeto que promove visitas dos especialistas que atuam na Casa do Benin às unidades de ensino municipais é um dos destaques desta quinta-feira (26) do Festival da Cidade. Fruto de uma parceria entre a Fundação Gregório de Mattos e a Secretaria Municipal de Educação (Smed), a iniciativa tem o objetivo de levar a cultura afro-brasileira aos jovens estudantes soteropolitanos. Nesta primeira etapa, o projeto vai beneficiar os alunos da Escola Municipal Jesus de Nazaré, localizada no bairro de Nova Sussuarana. O evento acontece às 13h.   

Também direcionada à educação de crianças e adolescentes, o projeto LeiturArte segue com as visitas guiadas entre às 10h e 16h à Biblioteca Internacional Leonardo da Vinci, na Ribeira. O espaço reúne 14 mil títulos das mais diversificadas áreas, entre elas música, literatura, teatro, culinária, artes plásticas e filosofia. Com a ajuda de guias do Instituto Cultural Brasil Itália Europa, os visitantes, além de conhecerem o acervo, poderão aprofundar o interesse na leitura de livros que estão à disposição do público, tanto para empréstimo, quanto para consulta.

Na Casa do Benin, a Exposição Cunene - Território do Sul, segue com a mostra de fotografias que retrata a história dos povos da região sul da Angola antes da colonização portuguesa. Durante o Festival da Cidade, o autor das fotos, Juca Badaró, e a curadora do trabalho, Aline Cavalcante, conversam com os visitantes sobre o trabalho realizado no continente africano.

Às 17h, é a vez do humorista Pisit Mota levar muitas risadas à Estação Iguatemi/Rodoviária, em sua última apresentação no Festival da Cidade 2015. O encerramento do Stand Up Kombi deve seguir o ritmo divertido e escrachado das outras edições, que passaram pelas estações da Lapa, Pirajá e Mussurunga.

Circo e teatro - E os eventos em comemoração ao aniversário de Salvador não param por aí. O projeto Arte em Toda Parte também abre espaço para o mundo mágico do circo, ao reunir todas as peculiaridades deste universo na apresentação do palhaço Tiziu. Integrante do Festival Maré de Março, “O circo de um homem só” se apresenta a partir das 20h, na Praça Almeida Couto, em Nazaré. O tom cativante do ator “que faz de tudo em uma única apresentação” promete arrancar muitas risadas de crianças e adultos que conferirem o show que é gratuito.

Ainda do Projeto Arte em Toda Parte, o espetáculo "Amnésis: uma busca intencional pela lembrança", estreia no Festival da Cidade com apresentação na Igreja de São Lázaro, na Federação, a partir das 18h. A peça, que retrata cenas do cotidiano de regiões tradicionais de Salvador, como a Praça da Piedade, o Mercado Modelo e a igreja onde acontece o espetáculo, integra o Festival Maré de Março, com produção do Grupo Toca de Teatro, composto por artistas da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia.
 
Um dos indicados ao Prêmio Braskem de Teatro, o espetáculo “Compadre de Ogum”, que será apresentado no Espaço Cultura da Barroquinha, também integra a programação do Festival da Cidade, a partir das 19h. A trama usa o humor para abordar a convivência de credos e diversidade étnica em Salvador. Também conta uma história sobre o valor da amizade verdadeira. Entradas a R$ 20 e R$ 10.