Cerca de 320 espetáculos por ano no Pelourinho, mais de 40 turnês internacionais, apresentações em 200 cidades diferentes nos Estados Unidos, visto por mais de 10 milhões de pessoas no mundo inteiro ao longo desses 27 anos de história. O Balé Folclórico da Bahia é considerado pela Associação Mundial de Críticos a melhor companhia de dança folclórica do mundo. O grupo, que leva a cultura da Bahia para o exterior, fará apresentação especial na próxima sexta-feira (27), na Boca do Rio, às 20h, dentro da programação do Festival da Cidade.

Para celebrar os 466 anos de Salvador, a companhia levará o espetáculo “Bahia de todas as cores” que enbloba diversos elementos da cultura brasileira, como conta o diretor do Balé Folclórico, Vavá Botelho. “Vamos apresentar os quadros mais populares do nosso folclore como o maculelê, puxada de rede, capoeira, samba de roda e alguns quadros que fazem parte da nossa cultura religiosa. Temos um grande respeito quando apresentamos quadros do Camdomblé, pois o nosso objetivo é divulgar como uma religião natural que faz parte do dia a dia da cidade”, disse.

Para Botelho, a apresentação em Salvador é uma boa oportunidade de mostrar aos baianos o trabalho que é realizado no mundo todo. “No exterior as pessoas se encantam com a beleza, colorido, a energia, mas tem todo um processo até chegar ao coração. Aqui as pessoas sentem mais, pois está mais próximo da própria realidade. Poder se apresentar em Salvador, em um bairro onde provavelmente a grande maioria das pessoas não foi ao TCA para ver o nosso show é mágico. Tenho certeza que eles vão se identificar muito com tudo aquilo que vão ver no palco”, destacou.