Nesta sexta-feira (27), 800 livros sobre a cidade do Salvador integrarão o acervo das principais bibliotecas municipais e comunitárias da capital baiana. A doação será feita ao prefeito ACM Neto pelo Grupo Global Participações em Energia (GPE), numa solenidade às 16h, no Palácio Thomé de Souza. Além disso, será entregue a publicação “Salvador: uma iconografia através dos séculos”, que servirá como mais um instrumento disponível aos estudantes da rede para conhecer um pouco mais sobre a história da cidade. A ação faz parte do Festival da Cidade.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Érico Mendonça, além de levar conhecimento aos jovens estudantes de Salvador, o acervo irá facilitar trabalhos e pesquisas futuras sobre a história da primeira capital do Brasil. “É um ganho inestimável, tanto para a formação dos alunos como para pesquisadores e curiosos pela história da nossa cidade, que estará contada disponíveis ao alcance de qualquer um”, salientou.

Na obra, estão reunidas todas as imagens de Salvador registradas desde o século XVII, disponíveis no acervo da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. “Após oito meses de coleta das imagens, realizada pela pesquisadora Fernanda Terra, o livro chegará em primeira mão ao município”, explicou o diretor de Relações Institucionais da Global Participações em Energia, Juliano Matos.

Produzido pela Caramurê Publicações, a obra, que foi aportada pela GPE através da Lei Rouanet de Cultura, teve a contribuição dos historiadores baianos Daniel Rebouças e Francisco Sena, por meio de comentários publicados junto às imagens, colaborando para a contextualização dos fatos. “É um acervo imenso de imagens que poucas pessoas tinham acesso, só aquelas que tiveram oportunidade de visitar a Biblioteca Nacional, já que boa parte do material só podia ser encontrado lá”, continuou o diretor da empresa de energia.