A Ladeira da Preguiça ganhou neste fim de semana uma série de painéis de grafiteiros baianos em homenagem ao aniversário de Salvador. Promovida pelo Festival da Cidade, a Virada Artística reuniu sete grafiteiros trabalhando das 10h de sábado até a manhã deste domingo para presentear a capital baiana com um painel comemorativo de grandes dimensões, no muro que fica em frente à Praça Castro Alves.

“O painel que mede 50 metros de comprimento por quatro de altura contar a história de dois mundos, África e Bahia, representados por duas crianças, os ibejis. Elas estão entrelaçadas pelos cabelos, mostrando a relação do continente com o nosso estado”, afirmou Bigode, como é conhecido Jolivaldo Santos Silva, grafiteiro e um dos idealizadores do Projeto Bahia de Todas as Cores, que promove a produção e divulgação do mundo do grafite em Salvador.

Além dele, os artistas Júlio Costa, Prisk Marcos, Thermie Aryporia, Alan Menos, Vinicius Vidal e Mark Kuza também participam da virada, que movimentou a Ladeira da Preguiça com muito estilo e música. “É um presente da arte para a cidade. Nossa estreia no Festival vai deixar um trabalho muito bacana para Salvador”, garantiu Bigode.

Quem for conferir o encerramento do Festival da Cidade, com o show do Padre Fábio de Melo na Praça Castro Alves, a partir das 19h de domingo, já vai poder apreciar o painel pronto e entregue à cidade. O Festival da Cidade é evento artístico, cultural e esportivo de oito dias promovido pela a Prefeitura com patrocínio do Shopping da Bahia.