O microtrio, movido por pedais de bicicleta e pela propulsão humana, saiu da Igreja da Boa Viagem e seguiu até a Ponta do Humaitá, um dos lugares mais charmosos da capital, que reserva um pôr do sol apreciado por baianos e turistas. O Rixô Elétrico fez sucesso no Carnaval apresentando-se dentr do Furdunço, comandado pelo músico Fred Menendez. É o segundo ano que a atração participa do Festival da Cidade, promovido pela Prefeitura, com patrocínio do Shopping da Bahia. No repertório, frevo, axé, marchinhas carnavalescas, mesclando com reggae e rock. Os moradores acompanharam das janelas, varandas e muitos saíram de casa para seguir o trio.

Para Fred Menendez, músico e idealizador do projeto, “o Rixô Elétrico é uma forma de mostrar a música nos bairros como um presente para a cidade”. Antes de iniciar o percurso, ele parabenizou a Prefeitura pela criação do Festival da Cidade. “A ideia do Festival é mostrar a música e a arte da Bahia. Espero que nas próximas administrações permaneça com esse evento”, afirmou. Acompanhado da banda e das filhas Thalia de 6 anos e Tatiana, 5 anos, ele fez a alegria dos amantes da cultura baiana.

O público aprovou e acompanhou o percurso. A dona de casa Iracema Costa, 58, levou a filha Tatiana Costa na cadeira de rodas. “Eu estou muito feliz por causa de Tatiana, que teve paralisia com 2 anos e hoje não anda. Com evento aqui na porta de casa, ela pode se divertir. Vou acompanhar até o final”, disse.

A autônoma Magali Santana, 36, disse que sempre curte a tarde apreciando a paisagem, mas hoje foi diferente por conta do projeto. “É importante essas ações, não só para o bairro, mas para toda a comunidade da Cidade Baixa, que tem mais uma opção de lazer e ainda homenageia a nossa cidade”, afirmou.

O pôr do sol no Humaitá também atrai os casais apaixonados. Fernanda Reis, 34, e Grimaldo Cardoso, 38, são casados e sempre reservam um tempo do dia para curtir o lugar. “Gostamos muito do clima, das pessoas, e hoje foi bem melhor com esse microtrio trazendo mais alegria para a gente. Deveria ter sempre”, ressaltou. Antes de terminar o show no Rixô, o público se rendeu ao clássico “Chame Gente”, e o mês de março mais parecia fevereiro, em pleno Carnaval. Logo após, os músicos do Rixô se uniram com a banda Vile Mania, que estava tocando no palco do projeto Domingo Instrumentais.