Sucesso na internet com mais de 60 milhões de visualizações no Youtube, o humorista Pisit Mota é uma das atrações do Festival da Cidade 2015, evento que comemora o aniversário de Salvador levando cultura e arte entre os dias 22 a 29 de março. O artista se apresentará no Stand Up Kombi – espetáculo de humor que tem como palco uma Kombi - nas quatro principais estações de transbordo de Salvador: Lapa (23), Pirajá (24), Mussurunga (25) e Iguatemi (26), sempre a partir das 17h.

Além de Pisit Mota, outros artistas renomados do humor baiano estão na programação elaborada pela Prefeitura para presentear os soteropolitanos, durante a comemoração dos 466 anos de Salvador. O ator Luis Miranda é um dos nomes já confirmados, com a apresentação da peça 7 Conto, marcada para o dia 27, no Campo da Pronaica, em Cajazeiras X, às 20h.

Esta é a terceira participação do Stand Up Kombi no Festival da Cidade, um dos veteranos em participações durante as comemorações do aniversário de Salvador. “A manutenção do projeto é resultado do sucesso das apresentações junto ao público soteropolitano e do formato itinerante que permite levar o show onde o povo está”, afirmou o presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro, que também ressalta o caráter de identidade reafirmado pelos artistas da terra durante as apresentações.

Pisit promete arrancar muitas gargalhadas dos soteropolitanos, com piadas sobre o cotidiano de Salvador que, para ele, é diferente de outras regiões do país. “Como é um show para transeuntes, vou falar de baiano para baiano, de nossas maneiras, com situações que nós enfrentamos todos os dias, sempre no tom de resenha, na curtição, na zueira”, contou. A apresentação itinerante já levou a Stand Up Kombi a quatro estados e a 112 municípios baianos e está prestes a sair do país.

Se depender de Pisit, o retrato da vida e dos costumes do soteropolitano é o que não vai faltar. “O povo se identifica bastante com a apresentação porque se enxerga nas situações. É tudo uma brincadeira mesmo, o público interage, para e assisti, se acaba na risada. É tudo feito de uma maneira saudável, sem acidez, mas que também estimula a reflexão”, adiantou o humorista.